Terça-feira, 23 de Outubro de 2007

Tape Loading Error


Sítio\MySpace

Tens sentido dificuldades em divulgar o teu trabalho? Como o tens feito?

Sim e não!
Sim porque em Portugal ainda existem alguns preconceitos em relação a novas bandas, a bandas de uma só pessoa. As rádios têm uma política musical que não ajuda quem está a começar. A imprensa musical nacional é escassa e quando existe, parece que é só para alguns. A televisão nacional também tem preconceitos e aposta no seguro. Floribelas e Morangos são produtos de sucesso e por isso essa política irá continuar a dominar.
Não porque o recurso ao myspace, a blogs como A TROMPA e outros, têm sido essenciais na divulgação/promoção . Existem algumas rádios locais (RUC e outras) que são a melhor ajuda neste difícil processo.

Usas a net como grande aliada na tua divulgação. Qual a tua opinião em relação á música vs net e consequente partilha/pirataria que se vive hoje em dia? Achas que poderá ajudar ou prejudicar os TLE?

Acho uma falsa questão ser a Associação Fonográfica Portuguesa ir para as televisões dizer que a pirataria é a causa principal de as vendas de discos estarem a morrer. Não compreendo como é possível o presidente dessa associação dizer, na imprensa, que a pirataria está associada a redes terroristas. Existe muita ignorância sobre este problema e parece-me absurdo querer fazer-me acreditar que o Bin Laden ganha dinheiro com o p2p. A indústria musical está a reformular-se e o formato CD em breve ira assumir um papel secundário. As vendas online de música estão em franco crescimento e existem novas "editoras" online (microsoft, mtv e outras) para concorrer com o Itunes, que lidera este mercado. Os consumidores estão a ouvir música noutros formatos e quem sofre é a velha industria que tenta a todos os custos vender a ideia que a pirataria é a principal culpada neste processo. Um CD paga 17% de IVA e chegam a preços absurdos às lojas. A pirataria só é grave quando existem terceiros a lucrar com isso... ou seja, filmes e músicas à venda nas feiras! Os DJ's que baixam música ilegal e que as passam também deveriam ser penalizados! Bares e restaurantes idem idem, aspas aspas!
Acho que toda a problemática dos direitos de autor podia ser facilmente resolvida se todos os fabricantes de suportes graváveis (CD's, K7's) pagassem uma ínfima parte, que poderia ser incluído no preço final do seu produto. Os fabricantes de leitores de mp3, telemóveis poderiam também pagar e ajudar. Por último, acho que os ISP's também deviam ter um papel neste processo e incluir uma taxa nos seus serviços para ajudar os autores. No final, se todos ajudassem a pagar seria melhor para a sociedade e para os autores.
O interessante é ver os números de espectadores de cinema em Portugal nos últimos anos... em comparação com a venda de CD's. Será que a pirataria só prejudica a música?
Este problema é um mal menor se a vontade política for diferente da actual!
Há dias comprei um DVD dos Monty Python e reparei que no início há publicidade anti pirataria. A minha pergunta é a seguinte: se eu comprei o DVD original porque razão tenho que ver esta publicidade cada vez que vejo o DVD? Creio que esta paranóia está a prejudicar-nos a todos.

Qual é a tua opinião em relação ao panorama actual musical português?

Se considerares o TOP de vendas, acho deplorável. No panorama alternativo acho muito interessante. Nunca se fez tanta música com qualidade em Portugal e nunca tanto os media ignoraram as produções independentes. Parece-me afinal que resulta cantar em Português com refrões a dizer Yah...Yah... os media gostam disso!
publicado por Ridwan às 11:40
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Feeds

  Subscribe in a reader

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

.arquivos

. Abril 2009

. Março 2009

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.links

.tags

. todas as tags

Creative Commons License
.