Sexta-feira, 10 de Abril de 2009

...and i was left in my little odd world*

Moçambique,praia do Bilene

Bilene,12-2008

 Cachorro Grande - Conflitos Existenciais

      

 Conflitos existenciais tomam conta da minha cabeça
De onde eu vim e quem sou?
Por que estou aqui e pra onde vou?
Conflitos existenciais tomam conta da minha consciência
Porque nada é como eu queria que fosse

 

*2 meses de conflitos existenciais ou como recuperar a cor natural depois de 5 meses sem apanhar sol em Madchester

publicado por Ridwan às 01:05
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Segunda-feira, 9 de Junho de 2008

Galinhas,Frango Assado,Bananas


Moçambique QnM
publicado por Ridwan às 22:00
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 4 de Junho de 2008

O que fazer a ladrões e feiticeiros

O que fazer a ladrões e feiticeiros: representações de alunos de Inhassunge

 

"...pesquisa destinada a estudar os linchamentos por acusação de feitiçaria, em zona rural ou semi-rural. Na grelha das técnicas de pesquisa que estamos a usar, figura a colocação de duas perguntas feitas a alunos de escolas primárias, a saber: (1) o que se deve fazer a um ladrão?; (2) o que se deve fazer a um feiticeiro? O trabalho foi iniciado no distrito de Inhassunge, província da Zambézia."[F]

publicado por Ridwan às 00:24
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 27 de Maio de 2008

Maputo, ou la révolution heureuse

"Maputo est une capitale de la vieille Europe édifiée au bord de savanes en friches, une cité du XXe siècle plantée en plein XVe siècle. Un mirage, une île, une sorte d'Atlantide, une utopie des temps modernes : des avenues, de grands boulevards, des palais et des palaces, des chemins de fer, un Lisbonne tropical dont les buildings contemplent une flottille de rêves d'abondance, l'outre-mer à perte de vue. Derrière, l'or du Transvaal. Devant, l'océan Indien et ses épices. Ce devait être Manhattan. C'est Maputo. Une illusion. Les diplomates habitent avenue Mao Tsé-toung. Les bourgeois vont au spectacle entre les avenues de la Guerre-Populaire, Karl-Marx et Vladimir-Lénine. On fait ses courses avenue Hô-Chi-Minh. Les amoureux s'embrassent sous les ombres parfumées des jacarandas du front de mer, avenue Friedrich Engels. C'est beau comme tous les égarements. Si proches et si lointains. Maputo aujourd'hui, c'est La Havane après la mort de Fidel Castro. Un Cuba renaissant. Une révolution qui a bien tourné."[F]
publicado por Ridwan às 12:55
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008

Crónicas de Viagem

"Oito anos depois, eis-me de novo em terras moçambicanas. A chegada não foi fácil e a passagem pelo aeroporto de Maputo coloca a Metamorfose de Kafka na secção de livros infantis. Pouco depois de sair do avião e entrar no edifício foi uma alucinação. Como não tinha boletim de vacina, fui imediatamente picado e vacinado contra a febre-amarela, mesmo depois de explicar que a vacina não é obrigatória para os passageiros do espaço Shengen. De imediato exigiram-me 50 dólares. O pesadelo continuou com as malas, o visto de entrada e a revista da bagagem. Uma série de “prestadores de serviços” garantem vistos rápidos e malas não revistadas. O valor-base nas chegadas do aeroporto são 20 dólares ou euros. Sempre a multiplicar. Depois do pesadelo, consegui finalmente respirar de alívio fora do local do saque. A promiscuidade entre as autoridades alfandegárias e os prestadores de serviços impressionou-me(... )Depois foi deixar o olhar vadio guiar os restantes sentidos para fazer o update de um país fantástico, em luta contra o subdesenvolvimento, mas que se esqueceu de uma das portas de entradas do país, o aeroporto." (F)
publicado por Ridwan às 02:06
link do post | comentar | favorito
Sábado, 29 de Dezembro de 2007

Súplica


340ml - Shotgun

  
Tirem-nos tudo,
Mas deixem-nos a música!

Tirem-nos a terra em que nascemos,
Onde crescemos
E onde descobrimos pela primeira vez
que o mundo é assim:
um tabuleiro de xadrez...

tirem-nos a luz do sol que os aquece,
a lua lírica do shingombela
nas noites mulatas
da selva moçambicana
(essa lua que nos semeou no coração
a poesia que encontramos na vida)
tirem-nos a palhota – humilde cubata
onde vivemos e amamos,
tirem-nos a machamba que nos dá o pão,
tirem-nos o calor do lume
(que nos é quase tudo)
– mas não nos tirem a música!

Podem desterrar-nos,
Levar-nos
Para longes terras,
Vender-nos como mercadoria,
Acorrentar-nos
À terra, do sol à lua e da lua ao sol,
– mas seremos sempre livres
se nos deixarem a música!

Que onde estiver nossa canção,
Mesmo escravos, senhores seremos;
E mesmo mortos viveremos.
E no nosso lamento escravo
Estará a terra onde nascemos,
A luz do nosso sol,
A lua dos shingombelas,
O calor do lume,
A palhota onde vivemos,
A machamba que os dá o pão!

E tudo será novamente nosso,
Ainda que de cadeia nos pés
E azorrague no dorso...
E o nosso queixume
Será uma libertação
Derramada em nosso canto!

– por isso pedimos,
de joelhos pedimos:
tirem-nos tudo...
mas não nos tirem a vida,
não nos levem a musica!

L. Marques, 4/1/1949
Noémia de Souza

publicado por Ridwan às 17:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 22 de Novembro de 2007

As Mentiras da Verdade no País da Marrabenta



Via Curto & Grosso

IVS: lançaste o teu single: “As mentiras das verdades” pela editora “Cotonete Records”, que está a ter sucesso para alem de fronteiras. Como explicas este sucesso?

Azagaia: Eu acho que é pelo facto desta música ter servido como uma via de escape para todos e sentimentos e preocupações guardadas no íntimo de todo moçambicano, esta música abordou temas que só se tinha a coragem de falar baixinho nas esquinas ou na segurança do lar, este som simboliza a revolta camuflada no coração e mente de todos que se sentem oprimidos por este sistema que ainda não consegue chegar às verdadeiras necessidades do povo, pelo contrário distancia-se cada vez mais, produzindo um fosso entre os muito ricos e os muito pobres, eu diria também que este som mostra que a nossa história ainda tem muitas incógnitas e é apenas escrita pelos “vencedores”, então o povo aplaudiu esta iniciativa do verdadeiro exercício de liberdade de expressão que muitos evitam por medo de perder o emprego ou no pior dos casos ser vítima de violência.(F)


Hip Hop crítica poder em Moçambique
O assassinato de Carlos Cardoso
publicado por Ridwan às 13:23
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 15 de Novembro de 2007

One Day in Maputo

publicado por Ridwan às 01:28
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 11 de Outubro de 2007

O que fazer com um ladrão?

Resposta dada por uma menina moçambicana:

Menina responde à pergunta: o que fazer com um ladrão?
publicado por Ridwan às 17:57
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2007

Frente e Verso...

Frente

Verso

Frente e Verso...
Um Mês Depois....
publicado por Ridwan às 22:11
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 9 de Setembro de 2007

Mas... há dúvidas?

"Maputo tem comboio. Perigoso?
Tenho mais medo da linha de Sintra depois das 7 da tarde."(1)
publicado por Ridwan às 00:06
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 8 de Agosto de 2007

À Beira Mar Plantado


Eu sabia !
publicado por Ridwan às 20:46
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 7 de Agosto de 2007

O futebol no coração


foto de Ferreira Mendes

Via Ma-schamba
publicado por Ridwan às 00:05
link do post | comentar | favorito
Sábado, 4 de Agosto de 2007

...

"...em Paris bebe-se cerveja sem alcool quando se tem sede, no Maputo bebe-se cerveja com alcool mesmo quando não se tem sede. Em Paris come-se baguetes quando se tem fome, aqui quem não tem fome é que tem baguetes..." (1)
publicado por Ridwan às 13:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 2 de Julho de 2007

Pois...pois



Abú Issufo     
     
publicado por Ridwan às 15:08
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Feeds

  Subscribe in a reader

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

.arquivos

. Abril 2009

. Março 2009

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.links

.tags

. todas as tags

Creative Commons License
.